Tuesday, May 14, 2013


Fico aqui pensando que se o celular ficou cheio de cinzas de um cigarro aceso, como atender as ligações de aniversário,sem que as cinzas caiam sobre meus ouvidos? Claro. Cabe aqui dizer que eu serei a única culpada pelas cinzas em meus ouvidos. E que sim, acho nojento fazer o celular de cinzeiro, mas não era bem isso...eu deveria estar lavando roupa. Existem roupas que não podem ir a máquina. Como você lidaria com isso?

Talvez seria bom fazer um exercício de consciência e verificar que existe alguns bons motivos para se sorrir aos trinta. Como o de por exemplo, meus belos amigos, minha linda família, esse Rio de Janeiro que não me deixa mentir...aqui se pode ser feliz?

Mas sinto que enganei a todos vocês. Pois tenho em mente no momento que sou uma farsa de trinta anos e a única pessoa que sabe bem disso, é a Paula Campos. Ah e meu irmão. Ele também sabe que eu não fiz nada nunca da vida.

Mas essa é quase outra história. A questão de hoje, é que eu tenho trinta. E como alguns já sabem, morro antes dos sessenta. É coisa de família, você não entenderia. Tenho trinta "looser" anos e nem escrever direito uma cartinha de revolta eu sei. Mal sei o português que todos vocês reclamam tanto ser um problema por aqui.

Na verdade, não tive algumas paciências na vida. Deixo para tomar a segunda dose logo em riba com a primeira. Quando vejo já estou na terceira e ai, o mundo virou. E eu não tô falando de bebida. Mas você diria que isso é ilusão.

Também queria acreditar.


(Sem julgamentos, auto piedade, auto ajuda, ajuda amiga. Isso aqui não se trata apenas de felicidade.Vamos celebrar mesmo assim, rs.)

1 comment:

Bené said...

maravilhosa